6 Years of A.T.R. & dSCi!

cropped-logo-boris-1.jpg

Foi no dia 25 de Maio de 2007 que os gémeos siameses Associação Terapêutica do Ruído (ATR) e dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCi) nasceram em Lisboa. O parto foi rápido e espontâneo e deu origem a duas crianças disformes, mas bastante saudáveis, que desde aí não pararam de fazer ruído!

Passadas mais de três centenas de sessões terapêuticas, principalmente na região de Lisboa, mas também no resto do país e por toda a Europa, muitas vezes com os dois gémeos juntos, muitas outras em separado, acolhendo e/ou tocando com dezenas e dezenas de bandas e músicos de todo o mundo, a ATR e os dSCi celebram agora o seu sexto aniversário não com um evento, mas com duas mãos cheias de concertos nas próximas semanas!!!

 

Para começar dois projectos paralelos dos dSCi: esta sexta (17 Maio) às 22h n’O das Joanas com o indomável Catapulta! E no sábado (18 Maio) às 18h na Zona Franca dos Anjos com os misteriosos Jabutis!

 

De seguida a ATR junta-se ao Faz-me Festas nos Anjos, evento multidisciplinar que decorrerá de 25 de Maio a 1 de Junho em diversos espaços dos Anjos, para apresentar duas sessões terapêuticas!

No sábado (25 Maio) às 18h no Clube Recreativo dos Anjos o duo francês Mesa of the Lost Women junta-se à japonesa Junko, vocalista dos míticos Hijokaidan e na primeira parte há a estreia do novo duo luso-italiano Quadrado!

E no sábado seguinte (1 Junho) a partir das 20h há Concerto Itinerante pelas ruas dos Anjos com os psicadélicos Asimov, os insólitos Pás de Problème e os infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS, que regressam assim aos “palcos” para voltar a tocar numa carrinha em andamento!

Pelo meio, no dia 30 de Maio (quinta), a ATR dá um salto ao Bartô do Chapitô para apresentar o trio australiano Burn In Hell e o one-man-band francês Birds Are Alive!

 

Entretanto na NAVE, o novo espaço cultural em Carnide que a ATR está a partilhar com outros colectivos, vão começar os Domingos na NAVE, aberturas semanais que incluirão feira, workshops, desporto, cinema, comes & bebes e música!

No dia 26 Maio haverão concertos com o trio lisboeta O Quarto Fantasma, que vem apresentar o seu novo álbum “A Sombra”, com a dupla de electrónica EGBO & DWRF e com os cantautores Tio Rex e Alicia Edelweiss!

 

E para terminar em grande a temporada da ATR há ainda a estreia dos ingleses Action Beat em Lisboa,no dia 3 de Junho (segunda) na NAVE, com a primeira parte a cargo dos explosivos Cena 28, duo que junta X e Gee Bees dos dSCi, e dos novos Aye-Aye, que contam com a ilustre presença de Boris (aka Catapulta) também dos dSCi!

 

Além disso a ATR foi convidada a programar uma sessão terapêutica no 100º Aniversário da Livraria Sá da Costa, para o dia 8 de Junho (sábado) e cujo o alinhamento será divulgado em breve!

 

Logo a seguir, no dia 12 de Junho, os infames dSCi partem para a Zaratak Tour, uma nova digressão por Espanha, França e Portugal que durará três semanas, uma delas partilhando o palco com os franceses Jack Dupon! Brevemente serão anunciadas as respectivas datas (e mais algumas surpresas)!

 

E por último, gostaríamos de comunicar que já está disponível por encomenda (através de terapiadoruido@gmail.com) o muito aguardado primeiro álbum do nosso querido one-drum-band Gee Bees, intitulado “Anarquia à Conta do Papá”! A não perder!

17 Maio (sexta) 22h – Catapulta @ O das Joanas – Lisboa

(entrada livre!)

 

«Catapulta nasce duma caminhada num terreno baldio em 2012. Projecto solo do músico Boris Nunes, baixista dos infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS, Catapulta é um mecanismo de cerco que utiliza uma espécie de braço para lançar um objecto (pedras e outros) a uma grande distância, evitando assim possíveis obstáculos como muralhas e fossos.

Nesta viagem, Catapulta apresenta-se com alguns pedais de efeitos, loops e um bouzouki (guitarra tradicional grega). São músicas simples que primam pela repetição e pela camada sonora de vários pequenos instrumentos, flautas, shakers, osciladores e voz. O nome Catapulta é derivado do grego καταπάλτης, composto de κατά “contra” e πάλλω “vibrare”.»

18 Maio (sábado) 18h – Jabutis @ Zona Franca dos Anjos – Lisboa

(entrada livre!)

«Vida longa e andar lento. Assim é o jabuti. Considerado um réptil pré-histórico, o jabuti é a designação vulgar dos répteis do género Chelonoidis da ordem dos Quelônios, da família dos Testudinídeos. São animais que possuem casco convexo — carapaça bem arqueada — e pernas grossas. A carapaça é uma estrutura óssea formada pelas vértebras do tórax e pelas costelas.
Estes Jabutis portugueses fazem paisagens sonoras com voz e contam com as participações de Boris nas electrónicas, Desmarques na guitarra portuguesa, Smith nas leituras e a ausência de Pedro Branco, fundador do projecto, que se encontra de momento em retiro espiritual com empresários russos em parte desconhecida.»