Em Maio a hiperactiva Associação Terapêutica do Ruído (ATR) e os seus infames gémeos siameses dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCi) celebram 8 anos de ruído terapêutico! E continua disponível a mixtape que a ATR e a Stress.Fm prepararam com alguns dos artistas que já passaram ou que ainda vão passar por este terapêutico mês, incluindo um tema inédito dos dSCi gravado em 2010 na KyläKancra (Setúbal)!

Esta semana teremos o regresso do italiano Marco Bernacchia, que já esteve por diversas vezes em Portugal como Above the Tree e que desta feita vem apresentar o seu novo projecto místico Virtual Forest! O músico italiano tocará no Lounge em Lisboa na quinta-feira (28 de Maio) juntamente com a cantautora alemã de folk freudiano Fee Reega, que  estará de volta ao nosso país para terminar a sua digressão europeia! Depois Marco tocará no Ginjal Terrasse em Cacilhas (Almada) na sexta-feira (30 de Maio), seguido de um dj set da Soul Sista! (mais info em baixo)

E para terminar o mês em grande teremos a residência mensal da ATR no RDA69 no sábado (30 de Maio), onde para além do habitual e delicioso jantar, haverá concertos de Asimov Folkways, Siago Tilva e Pete Wood, a mítica trindade suburbana que deu início a esta residência da ATR em Outubro de 2013 e onde também será feito o lançamento do registo da actuação dosdOISsEMIcIRCUITOSiNVERTIDOS no RDA69 em Fevereiro passado, que será editado em formato digital pela Enough Records! (mais info em baixo)

Entretanto na quinta-feira (28 de Maio) às 19h há a inauguração da exposição “Cepo” de Miguel Palma na Zaratan, onde até dia 31 de Maio também pode ser vista a instalação audiovisual “Innuncamais” da italiana Alessandra Eramo, artista que actuou na última edição das Sessões na Carvoaria! (mais info aqui)

E o mês de Junho promete ser bastante ruidoso: para além da Tourette dos Da Monstra, digressão ibérica que terá início em Madrid (na La Faena II) no dia 5 de Junho e terminará em Lisboa (no Lounge) no dia 18 de Junho, a ATR (e osDa Monstra) também estarão presentes na quinta edição do Festival Praga, evento multidisciplinar que decorrerá em Coimbra nos dias 11, 12 e 13 de Junho! (mais info em breve)

quinta | 28 de Maio | 22h30

Fee Reega (de/es)
Virtual Forest (it)

Lounge
Rua da Moeda, 1 – Lisboa
entrada livre

sexta feira | 29 de Maio | 22h

Virtual Forest (it)
Soul Sista (dj set)

Ginjal Terrasse
Cais do Ginjal, 7 – Cacilhas (Almada)
entrada livre

Virtual Forest é o novo projecto do músico italiano Marco Bernacchia, que já esteve inúmeras vezes em Portugal como Above the Tree (ou Above the Tree & The E-Side).
Inspirado pela espiritualidade dos índios norte-americanos e pela sua relação com a Natureza, Marco explora neste projecto uma vertente mais mística e de certo modo mais visionária, recorrendo a drones, samples e electrónicas várias para criar ambientes oníricos e hipnóticos que nos levam a outros estados de consciência, como bem demonstra a cassete “Unconscious Cognition is the Processing of Perception”, recentemente editada pela Yerevan Tapes.

Fee Reega é uma cantautora alemã que começou a sua carreira em 2009 em Berlim e que mais tarde se mudou para Espanha, primeiro para Madrid e depois para as Astúrias, onde vive actualmente e onde tem contribuido activamente na cena musical local.
Nos vários discos que editou e nas contantes digressões que tem feito, Fee foi aprimorando o seu “folk freudiano”, género que criou para definir a sua música no qual analisa e expõe as suas problemáticas de uma forma multilingue, cantando em alemão, castelhano e inglês consoante o país onde está. O seu último álbum “La Raptora”/”Die Entführerin” é mais uma vez exemplo disso, tendo sido editado em duas versões: uma em castelhano e outra em alemão.
Regressa a Portugal para as últimas datas de uma intensa digressão europeia que termina no nosso país.

ATR @ RDA XIX
sábado | 30 de Maio | a partir das 20h

Asimov Folkways (pt)
Siago Tilva (pt)
Pete Wood (pt)

RDA69
Regueirão dos Anjos, 69 – Lisboa
entrada livre!
jantar: 3 euros

Para esta sessão da residência mensal da ATR no RDA69 teremos o regresso deAsimov Folkways, Siago Tilva e Pete Wood, a mítica trindade suburbana que deu início a esta residência em Outubro de 2013! E teremos também o lançamento do registo da actuação dos dOISsEMIcIRCUITOSiNVERTIDOS, o projecto paralelo de improvisação electroacústica dos infames dSCi, no passado mês de Fevereiro nesta mesma residência, que será editado em formato digital pela sempiterna Enough Records!

Asimov Folkways é a vertente mais acústica dos Asimov e parte da cabeça, imaginação e delírios de Carlos Ferreira (aka Qarlos Ferreira), membro de bandas de culto como Brainwashed by Amalia, Mamute e Vertigo Rising.
Após dois discos em edição de autor, Asimov Folkways regressa com mais uma edição em cd-r limitada a 30 cópias. Desta feita com o lançamento triplo de “Acid Delta Folk Blues”, onde o universo blues do início do séc. XX encontra o submundo do acid folk dos anos 60 e 70. Imaginem Mississippi John Hurt a tocar com Comus e começam a ter uma ideia dos demónios que Asimov Folkways exorciza…

Siago Tilva (aka Tiago Silva) começou a tocar guitarra eléctrica no séc. XX, mas ainda não acabou. Desenrasca umas peças sonoras, usando como materiais de construção a madeira, o aço e ondas de choque que se propagam entre o amplificador e a guitarra.
Faz parte de bandas como Brainwashed by Amalia, Vertigo Rising e, mais recentemente, THE ORM.

Pete Wood (aka Peter Wood) criou-se nas margens do IC19, entre Agualva e o Cacém. Cedo foi Brainwashed by Amalia, depois raptado e vendido como guitarrista a uma banda psicadélica. Tornou-se gregário, foi meio Mamute, mas acabou sozinho debaixo dum salgueiro a ver os comboios passar na linha de Sintra. Depois partiu um pé, desligou a guitarra, pôs-se a ouvir John Fahey e Tommy Johnson para tocar o blues da Ribeira das Jardas.
Foi visto recentemente no Tojal do Moinho e no Brejo de Azeitão. Levava camisa engomada, calçado confortável, uma guitarra e um funil acústico. Tudo indica, portanto, que está a preparar fonogramas.