Esta quinta-feira (10 de Dezembro) a partir das 23h há mais uma sessão do ciclo de música improvisada da ATR no Damas com a estreia do trio Gabriel Ferrandini, Hernani Faustino e Manuel Mota e com dj set da dupla Sabrez! (+ info em baixo e aqui)

No sábado (12 de Dezembro) a ATR sugere, também no Damas mas a partir das 22h, as míticas Phocolitäs (aka Focolitus) regressam aos palcos, acompanhados pelos não menos míticos Mário Trovador e Kopke e com dj set de Primo Kinopara terminar a noite! (+ info aqui)

Na próxima semana teremos o regresso da dupla canadiana de ambient-metalNadja na quinta-feira (17 de Dezembro) no Lounge, juntamento com o lançamento da Mesinha de Cabeceira #27 “Special XXXmas: Nadja – Ninfeta Virgem do Inferno” de Nunsky pela editora MMMNNNRRRG! E também o início de um novo ciclo da ATR na Zaratan na sexta-feira (18 de Dezembro) com actuações a solo de Aidan Baker dos Nadja e de Söll, projecto do músico aveirense Jorge Pandeirada! (+ info em breve)

Entretanto continua disponível para escuta a mixtape que a ATR e a Stress.Fmprepararam com temas de algumas das bandas e músicos que já passaram ou que ainda vão passar por este Dezembro Ruidoso (e pelo Novembro Terapêutico)!

quinta-feira | 10 de Dezembro | 23h

Gabriel Ferrandini (pt) | Hernani Faustino (pt) | Manuel Mota (pt)
Sabrez (dj set)

Damas
Rua da Voz do Operário, 60 – Lisboa
entrada livre

Nesta terceira sessão do ciclo de concertos de música improvisada da ATR no Damas teremos a estreia do trio de Gabriel Ferrandini (bateria, percussão),Hernani Faustino (contrabaixo) e Manuel Mota (guitarra eléctrica), seguido dedj set da dupla Sabrez  (Gabriel Ferrandini & Pedro Sousa).

«Apesar de tocarem juntos no Rodrigo Amado Wire Quartet e de existir muita cumplicidade, esta será uma ocasião para saciar e provocar outras paixões, outras músicas, outros locais e órbitas.
Manuel Mota é uma das figuras cimeiras da guitarra exploratória em Portugal. A sua música revela uma multitude de influências e referências históricas, transmitindo um enigmático sentido de intemporalidade.
Hernani Faustino tornou-se numa figura incontornável do contrabaixo, quando se fala de improvisação nacional, seja através do aclamado RED trio, ou através das suas recentes incursões discográficas ao lado de Lotte Anker ou Jon Irabagon.
Gabriel Ferrandini é um dos pólos basilares do RED trio e do Motion Trio, CAVEIRA entre muitas outras colaborações. Músico explosivo e sensível que através da sua energia e determinação tem feito jus às suas capacidades de baterista e percussionista incomparável em Portugal e além fronteiras.»