O verão ruidoso começa já este sábado (4 de Junho) com o início de um novo ciclo mensal da ATR na Zaratan! Depois do Pré-Go, Pós-Go, Sessões na Carvoaria, Ciclo Três Três Três e Bi-Ciclo, a ATR e a Zaratan apresentam o “S.O.M.A. – Sound Over Multimedia Art” dedicado à experimentação audiovisual! Nesta primeira sessão haverá actuações da dupla lusa Eunice Artur& agendas obscuras com a sua “partidura” e do projecto lituano-português Blue Thoughts com o seu “Synthopolis”! (+ info em baixo e aqui)

E na próxima quarta-feira (8 de Junho) teremos a continuação do ciclo de música improvisada da ATR no Damas com o guitarrista holandês Jasper Stadhouders e o duo lisboeta Sirius! (+ info em breve e aqui)

O verão ruidoso prosseguirá em Junho com o 12º episódio do Leitmotiv (ciclo de música escriturada com curadoria de Bernardo Álvares e apoio da ATR) naZaratan no dia 17 e a estreia em Portugal da dupla belga de trance-kraut-noiseLa Jungle, que entre outros concertos tocará no Damas no dia 22! E em Julho haverá a conclusão do ciclo de música improvisada da ATR no Damas no dia 7 (com os portugueses Signs of the Silhouette e mais um projecto ainda por anunciar) e a segunda sessão do ciclo S.O.M.A. na Zaratan (com nomes e data ainda por designar)! (+ info e a habitual mixtape ATR/stress.fm em breve)

Entretanto os infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS regressarão aos palcos no dia 18 de Junho para a inauguração da sala de concertos da À da Maxada em Setúbal! E durante este mês farão também a reedição digital do “I + II + 3”, colectânea anteriormente editada em cd-r com uma serigrafia de Lucas Almeida, que junta os seus dois primeiros EPs a temas inéditos que foram saindo ao longo dos anos em diversas compilações!

4 de Junho | sábado | 19h

Eunice Artur & agendas obscuras (pt)
Blue Thoughts (lt/pt)

SOMA Nº1
Zaratan
Rua de São Bento, 432 – Lisboa
entrada livre para sócios – quota anual: 3 euros

A Associação Terapêutica do Ruído e a Zaratan apresentam “S.O.M.A. – Sound Over Multimedia Art”, um novo ciclo musical a acontecer mensalmente na Zaratan que celebra a experimentação audiovisual, abraçando uma série de projectos musicais que integram uma componente visual essencial na sua actuação ao vivo, pesquisando assim as sobreposições e as somas entre as frequências das ondas sonoras e os comprimentos das ondas de luz, numa tentativa de tornar audível o visível e/ou vísivel o audível.

Eunice Artur & agendas obscuras – “partidura”

“Fazer música está muito para além do talento intelectual, embora sempre o exija; em música pensa-se com o corpo.” – Karlheinz Stockhausen

É sob o signo “a música pensa-se com o corpo” que esta performance improvisada proporciona um cruzamento entre o desenho e a música, sob uma expressão em que o corpo em movimento na sua urgência e complexidade, éuma experiência para penetrar profundamente na essência da natureza física e plástica do som.
partidura”, a performance que a artista Eunice Artur e o músico Bruno Gonçalves (aka agendas obscuras) nos vêm apresentar, envolve a liberdade, a intimidade criativa, evoca os limites da música improvisada e da música escrita, a amplificação do efeito e a saída desse regime, como se congemina na demora onde este movimento passa a ser já ele outro, num desenho.

Blue Thoughts – “Synthopolis”

Blue Thoughts é um duo fundado no Porto pelo lituano Vytautas Tinteris e pelo português Eduardo Borges que tem estado a apresentar o seu novo álbum de música ambiental “Synthopolis”: 8 ambientes diferentes de cidade, 8 estados de espírito diferentes, 8 vídeos diferentes, uma cidade do mundo – Synthopolis.
Eduardo Borges estará na Zaratan para uma performance audiovisual onde nos mostrará diferentes atmosferas urbanas sonorizadas com música cósmica de sintetizador, numa espécie de versão portuguesa de “Koyaanisqatsi”, o filme de Godfrey Reggio musicado por Philip Glass.