O Outono terapêutico-ruidoso termina esta semana com concertos do músico catalão Ubaldo e do novíssimo duo lisboeta Sabotage na Zaratan na quinta-feira (15 de Dezembro), seguidos de mais uma sessão do ciclo Ñ-Dj com um ñ-dj set a cargo do Ñ-Dj Snare! (+ info em baixo e aqui)

E com o encontro do indomável Catapulta com o inefável Desmarques no sábado (17 de Dezembro) por ocasião do 1º aniversário da Combustão Lenta, residência mensal da editora/colectivo ZigurArtists no Desterro que para esta edição especial contará também com o encontro dos veabis&tubbhead com Jarie dj set do colectivo R U S T! (+ info aqui)

Antes disso o terapeuta Desmarques estará a fazer ruído para o filme “Ménilmontant” de Dimitri Kirsanoff no Bar Irreal AMANHÃ (terça-feira | 13 de Dezembro), dando início à segunda parte do ciclo “Cinema Irreal” com curadoria de Bruno Humberto! (+ info aqui)

Entretanto continua disponível para escuta a mixtape “um outono terapêutico-ruidoso” que a ATR e a stress.fm prepararam com temas de alguns dos projectos que passaram ou ainda vão passar por esta estação do ano!

E também continua disponível para venda através d’A Besta (e a partir de agora na distro ATR no Espaço Múltiplo @ Zaratan ou num concerto próximo de si) a “Chains Split Tape Vol. 2”, cassete que junta os infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS aos Cardíaco, projecto de exploração sonora deste colectivo/editora bestial! Em breve sairá a versão digital da mesma!

15 de Dezembro | quinta-feira | 19h

Ubaldo (es)
Sabotage (pt)

Zaratan
Rua de São Bento, 432 – Lisboa
entrada livre para sócios – quota anual sócio: 3 euros

Ubaldo é Andreu Garcia Serra, músico catalão radicado em Barcelona, cidade onde tem sido um dos mais activos dinamizadores da cena underground: além de ter participado em diversos projectos como The Noise of Mutt, Ensemble Topografic, Odd Labu ou a Orquesta del Caballo Ganador, colabora com músicos e artistas como Mark Cunningham, Esperit!, Darius J Bogdanowicz, Raúl Paez, Mr. Vampire ou o Conde de Torrefiel e é também o fundador da editora Boira Discos.
A solo tem desenvolvido um interessante trabalho que tem como foco principal a guitarra, à qual vai acrescentando e acumulando loops de teclados, cassetes manipuladas e a sua voz trémula até chegar a ambientes melancólicos e introspectivos imersos em drones. Estreia-se em Lisboa em plena Cremaet Tour, digressão ibérica que serve de apresentação ao seu próximo disco “La Pèrdua de l’Estat”, onde revela uma faceta mais luminosa e onde a voz ganha uma nova dimensão e a guitarra rompe cada vez mais com as sonoridades nebulosas que o têm caracterizado.

Sabotage é o novo duo de Rui Pessoa Pires e Alexandre Simões. Resultado de uma experiência do quotidiano e da vivência e empatia dos intervenientes, nasce de um paradoxo, de uma tarde perdida fora de horas no meio de uma cidade enganadora, na impossibilidade de marcar encontros, na confusão de ideias, no prejuízo de uma comunicação falhada. Dessa frustração emocional nasce a ideia de libertação, de uma emancipação estética através da música, misturando sons oníricos e electrónicos, orgânicos e acústicos, de sopros, cordas e teclados, num diálogo improvisado de compreensão recíproca a duas vozes.

Advertisements