A hiperactiva Associação Terapêutica do Ruído (ATR) e os seus infames gémeos siameses dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCi) continuam a celebrar 10 anos de ruído terapêutico ao longo de todo este ano! Depois de terminadas a KsChNpSk Tour dos infames dSCi com os ignóbeis Desflorestação e a Tuktuk Tour dos intrépidos Parpar e após tantas outras hiperactividades ruidosas, eis o programa de festas para o fim deste mês!

Esta quinta-feira (26 de Outubro) há o oitavo acto da Convenção Internacional do Ruído Terapêutico, residência mensal da ATR no Damas que desta feita incluirá um colóquio sobre ruído retro-futurista pela dupla francesa FUTUR.s MORT.s, uma palestra sobre ruído violoncelista pela professora Joana Guerra e mais uma prelecção sobre ruído gira-disquista pelos Kafunfo noSoundsystem, o indescritível colectivo de djs da ATR! (+ info em baixo e aqui)

Na sexta-feira (27 de Outubro) o terapeuta do ruído (e membro dos infames dSCi) Desmarques participará juntamente com André Calvário e Jorge Nuno na sétima edição do Bisonho, ciclo mensal de encontros improvisados organizado pela editora/colectivo A Besta na Zaratan! (+ info aqui)

E no sábado (28 de Outubro) o terapeuta do ruído (e membro dos infames dSCi) Catapulta actuará na terceira sessão do Solo O’sábado, série semanal de concertos a solo do Banco! (+ info aqui)

Convenção Internacional do Ruído Terapêutico #8

26 de Outubro | quinta-feira | 23h

FUTUR.s MORT.s (fr)
Joana Guerra (pt)
Kafunfo noSoundsystem (dj set)

Damas
Rua da Voz do Operário, 60 – Lisboa
entrada livre

No cada vez mais fértil panorama das promotoras e demais agentes de disseminação cultural fundamentadas na crença e na verdade, é absolutamente obrigatório destacar o pioneirismo bravo do trabalho incansável desta Associação Terapêutica do Ruído contra todas as intempéries. Entidade gémea dos dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS que tem vindo a a inflamar o tecido cultural deste país com inúmeros concertos e actividades espalhados por todos os locais de interesse neste país, num exemplo de bravura ainda longe de estar devidamente cartografado, mas merecedor do maior respeito e admiração.

No ano em que celebram uma década de actividade, num exemplo quase único de resistência e visão por estes lados, esta cooperativa de meliantes e agitadores fundamentada num princípio comunal de honestidade e coração celebram esse mesmo feito com a Convenção Internacional do Ruído Terapêutico. Nova residência da ATR nesta casa que sempre os acolheu e que se vai estender ao longo deste ano em 10 aparições alinhadas com o espírito inconformista e a vontade que sempre guiou os seus instintos.

FUTUR.s MORT.s
Duo francês formado por STL e Miquel – cujo ofício passa por projectos como Ultrademon ou Seasick6 – que agarra naquele caudal mais negro do post-punk antes deste se laminar na coldwave e faz disso matéria para canções curtas assentes em tons menores e batidas marciais numa atmosfera densa que traz à memória a melancolia desesperada dos Live Skull ou até o lado mais alucinatório dos Sonic Youth iniciais, se estes tivessem particular interesse no lado negro da força.

Joana Guerra
Violoncelista com um muito interessante percurso por entre a improvisação e a composição, cuja trajectória passa pelos Bande à Parte ou ‘Teatrise’ de Cornelius Cardew para além de aparições mais ou menos ad-hoc, Joana Guerra consegue a solo uma união iluminada entre a canção e a electro-acústica que teve em ‘Cavalos Vapor’ – com edição da Revolve no ano transacto – tratado de encanto. Canções sonhadoras alinhadas pela hipnose do violoncelo que se revelam em camadas de luz e sobre as quais paira uma voz em chamamento onírico.

Kafunfo noSoundsystem
Braço gira-disquista da ATR num contínuo natural com os princípios fundadores da mesma. Ou seja, a mesma procura pelo novo, pelo destemido e pelo único em sets de uma imprevisibilidade e demência tão acolhedora quanto inconformista.

textos: Bruno Silva
artwork: José Smith Vargas

Advertisements