Esta sexta-feira (2 de Fevereiro) por ocasião da segunda edição do Encontro de Artes e Técnicas de Impressão a ATR vai estar a organizar um concerto + jantar benefit com o intuito de angariar fundos para a sala de ensaios do Disgraça, espaço partilhado entre várias bandas incluindo os infames dSCi! Além do delicioso jantar vegano que os dSCi vão preparar, haverá também actuações do inenarrável grupo francês Bonne Humeur Provisoire e do misterioso músico brasileiro Grilowsky! (+ info em baixo e aqui)

Entretanto já está disponível através do bandcamp dos dSCi a edição digital do single â€œPoda/Enco” lançado no domingo passado numa edição ultra-limitada em vinil transparente com capas originais de 33 artistas que podem ainda ser vistas até AMANHà (entre as 15h e as 20h) numa exposição no Atelier Concorde!

2 de Fevereiro | sexta-feira | a partir das 19h30

Bonne Humeur Provisoire (fr)
Grilowsky (br/de/pt)

Benefit Sala de Ensaios
Encontro de Artes e Técnicas de Impressão #2
Disgraça
Rua da Penha de Fran̤a, 217 РLisboa
entrada: contribuições livres – mínimo 3 DIYs | jantar vegano

Os Bonne Humeur Provisoire são um OMNI (aka Objecto Musical Não Identificado) oriundo da cena DIY francesa especializado em transe biomecânico. Após uma excessiva exposição ao sol, uma preocupante ingestão de vitamina D e muitas farpas de madeira consumidas, este trio de ruidosos meliantes vem pela primeira vez a Portugal para nos apresentar o resultado das suas experiências sónicas que os próprios descrevem como uma espécie de música tradicional de um país que nunca existiu.

Grilowsky Ã© um multi-artista brasileiro radicado entre Berlim e Lisboa. Usando amplificador, pequenos microfones, um pedal Big Muff, V-Amp e uma guitarra Fender, Grilowsky captura as frequências de energia e som do Espaço. Essa energia capturada pela antena de máscara ressoa directamente na corrente sanguínea do artista, levando-o a um estado de inconsciência alterada. Rapidamente, começa o metabolismo, nos músculos e nos ossos, criando movimentos involuntários que resultam numa estrutura musical espontânea, seguindo as indicações das pautas da Sismologia Estelar, nas ondas electromagnéticas de corpos celestes traduzidos para a codificação humana numa nova forma de arte e de interacção.

Advertisements