A hiperactiva Associação Terapêutica do Ruído (ATR) e os seus infames gémeos siameses dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCi) continuam a celebrar 10 anos de ruído terapêutico ao longo de todo este ano! Após um leve abrandamento em Julho retomam as suas actividades ruidosas em Agosto e Setembro!

Este domingo (6 de Agosto) os terapeutas do ruído (e membros dos infames dSCi) Catapulta e Desmarques juntam-se de novo em formato b2b para tocar no IV Museum Festum, quarta edição deste eco festival participativo e comunitário que junta expressões artísticas como a música, artes plásticas e performativas, oficinas e exposições e que decorrerá entre os dias 3 e 6 de Agosto em torno do Museu Monte Redondo na zona de Leiria! (+ info aqui)

A ATR voltará às suas hiperactividades nos dias 17, 18, 19 e 20 de Agosto para a terceira edição do Festival Múltiplo, evento de identidades plurais e referências cruzadas organizado pela ATR e pela Zaratan – Arte Contemporânea em parceria com vários colectivos e entidades independentes que promove a disseminação, a materialização e a multiplicação de experiências artísticas e partilhas culturais! (+ info em breve e aqui)

E depois em Setembro para o sétimo acto da Convenção Internacional do Ruído Terapêutico, residência mensal da ATR no Damas e para a sétima sessão do Versus – Ciclo de Música Antagónica, ciclo mensal com curadoria da ATR e da Zaratan! (+ info em breve)

Entretanto os dSCi regressarão ao activo no dia 17 de Agosto como dOISsEMIcIRCUITOSiNVERTIDOS para participarem no supramencionado Festival Múltiplo, aproveitando a ocasião para reeditar digitalmente a discografia completa deste seu projecto paralelo de improvisação electro-acústica! E em Setembro estarão de volta às estradas e aos palcos, já como dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS! (+ info em breve)

Posted in Uncategorized

A hiperactiva Associação Terapêutica do Ruído (ATR) e os seus infames gémeos siameses dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCi) continuam a celebrar 10 anos de ruído terapêutico ao longo de todo este ano, mas durante os próximos dois meses abrandam um pouco o seu imparável ritmo!

Esta sexta-feira (7 de Julho) os infames dSCi regressam às Oficinas do Convento em Montemor-o-Novo para participar mais uma vez no Cidade PréOcupada, evento multidisciplinar anual que está a decorrer desde o dia 14 de Junho até ao dia 9 de Julho e que inclui diversas actividades! (+ info aqui)

E no dia 6 de Agosto os terapeutas do ruído (e membros dos infames dSCi) Catapulta e Desmarques juntam-se de novo em formato b2b para tocar no IV Museum Festum, quarta edição deste eco festival participativo e comunitário que junta expressões artísticas como a música, artes plásticas e performativas, oficinas e exposições e que acontecerá entre os dias 3 e 6 de Agosto em torno do Museu Monte Redondo na zona de Leiria! (+ info aqui)

A ATR voltará às suas hiperactividades nos dias 17, 18, 19 e 20 de Agosto para a terceira edição do Festival Múltiplo, evento de identidades plurais e referências cruzadas organizado pela ATR e pela Zaratan – Arte Contemporânea em parceria com vários colectivos e entidades independentes que promove a disseminação, a materialização e a multiplicação de experiências artísticas e partilhas culturais! (+ info em breve)

E depois em Setembro para o sétimo acto da Convenção Internacional do Ruído Terapêutico, residência mensal da ATR no Damas e para a sétima sessão do Versus – Ciclo de Música Antagónica, ciclo mensal com curadoria da ATR e da Zaratan! (+ info em breve)

Entretanto já está disponível através do bandcamp da ATR a reedição digital do álbum “Bear With Me” do terapeuta do ruído (e membro dos infames dSCi) Zé Trigueiros, juntamente com o seu novo single “Telhado”, dando continuação a uma série de reedições de discos que tiveram a colaboração da ATR! E também já está disponível através da recém-criada editora Partícula o disco “20min”, a estreia de Kid, novo projecto de música electrónica do terapeuta do ruído (e membro dos infames dSCi) Boris Nunes!

E continua disponível a mixtape “10 anos de ATR & dSCi (capítulo VI)” que a ATR e a stress.fm prepararam com temas de alguns dos projectos que passaram pelo terapêutico mês de Junho!

E também continua disponível o split-book “Corta-e-Cola: Discos e Histórias do Punk em Portugal (1978-1998) / Punk Comix: Banda Desenhada e Punk em Portugal” de Afonso Cortez e de Marcos Farrajota que foi editado no passado dia 10 de Junho pela Chili Com Carne e pela Thisco (com o apoio da Zerowork Records) e que inclui a compilação “Punk Comix” com faixas exclusivas de diversos projectos nacionais e internacionais como Presidente Drógado, The Dirty Coal Train, Putan Club, Melanie is Demented ou os infames dSCi (cujo tema “Caminhando com Samuel” foi inspirado pelo  livro homónimo de Tommi Musturi e conta com a participação especial de Vicente Nunes, o autor de uma das capas deste duplo livro)!

Posted in Uncategorized

A hiperactiva Associação Terapêutica do Ruído (ATR) e os seus infames gémeos siameses dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCi) continuam a celebrar 10 anos de ruído terapêutico ao longo de todo este ano, mas depois de terem cumprido oficialmente o seu aniversário em Maio abrandam um pouco o seu imparável ritmo nos próximos meses!

Esta sexta-feira (23 de Junho) há o sexto acto da Convenção Internacional do Ruído Terapêutico, residência mensal da ATR no Damas que desta feita incluirá uma prelecção sobre ruído delicado pelo duo italiano Comaneci (que regressa a Portugal depois de uma memorável passagem pelo nosso país em 2013 e das vindas a solo em 2014 e 2016 de Glauco Salvo aka Of Rivers and Trains), uma dissertação sobre ruído inefável pelo terapeuta do ruído (e membro dos infames dSCi) Desmarques e ainda uma palestra sobre ruído exótico pela doutora Candy Diaz! Para a ocasião será reeditado digitalmente através do bandcamp da ATR o álbum “Bear With Me” do terapeuta do ruído (e membro dos infames dSCi) Zé Trigueiros, juntamente com o seu novo single “Telhado”, dando continuação a uma série de reedições de discos que tiveram a colaboração da ATR! (+ info em baixo e aqui)

E no dia seguinte (sábado | 24 de Junho) os Comaneci e o Desmarques estarão também nas Caldas da Rainha para um house concert no Moinho Saloio, organizado pela boa gente do Grémio Caldense! (+ info aqui)

Convenção Internacional do Ruído Terapêutico #6

23 de Junho | sexta-feira | 23h

Comaneci (it)
Desmarques (pt)
Candy Diaz (dj set)

Damas
Rua da Voz do Operário, 60 – Lisboa
entrada livre

No cada vez mais fértil panorama das promotoras e demais agentes de disseminação cultural fundamentadas na crença e na verdade, é absolutamente obrigatório destacar o pioneirismo bravo do trabalho incansável desta Associação Terapêutica do Ruído contra todas as intempéries. Entidade gémea dos dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS que tem vindo a a inflamar o tecido cultural deste país com inúmeros concertos e actividades espalhados por todos os locais de interesse neste país, num exemplo de bravura ainda longe de estar devidamente cartografado, mas merecedor do maior respeito e admiração.

No ano em que celebram uma década de actividade, num exemplo quase único de resistência e visão por estes lados, esta cooperativa de meliantes e agitadores fundamentada num princípio comunal de honestidade e coração celebram esse mesmo feito com a Convenção Internacional do Ruído Terapêutico. Nova residência da ATR nesta casa que sempre os acolheu e que se vai estender ao longo deste ano em 10 aparições alinhadas com o espírito inconformista e a vontade que sempre guiou os seus instintos.

Comaneci
Com nome sacado à lendária ginasta Nadia Comaneci, este duo originário de Ravenna em Itália, regressa a Portugal novamente pela mão da ATR, num estreitar de relações desta comunidade fervilhante. A atravessar 12 anos de existência pejados de aparições um pouco por todo o mundo, partilhando palco com gente tão ilustre como Six Organs of Admittance, Howie Gelb ou Codeine, os Comaneci partem da folk e dos blues para as deixarem levitar num plano com tanto de intangível quanto comunal. Canções atmosféricas, feitas de sonho e nuance, num chamamento etéreo que em palco se assume como um ritual.

Desmarques
Alias de João Marques, um dos cabecilhas da ATR e guitarrista nos dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS – mas também membro dos hibernados Lemur e de outras divagações mais ou menos perenes – que aqui se apresenta em solitário e muito provavelmente com guitarra portuguesa. Militante do ruído, a solo mostra-nos uma faceta igualmente exploratória mas em levitação, com recurso a pedais e demais quitanços onde a tradição do instrumento é transfigurada numa outra música que não aquela a que normalmente é associada, mas igualmente rica e lírica. Planante, em curso desviante.

Candy Diaz
Co-autora do programa “A Floresta Encantada” na companhia de Tiago Castro (aka ACID ACID), Candy Diaz, de seu verdadeiro nome Ana Farinha, tem sido umas das mais activas e entusiasmantes divulgadoras de recantos mais ou menos – com todos os pontos intermédios – obscuros do garage e demais derivações psicadélicas e urgentes do rock em toda a sua cartografia. Nesta noite e em linha com o seu carácter disruptivo, abre essa panorâmica para abarcar também o experimentalismo, o espaço infinito do dub e o desconhecido.

textos: Bruno Silva
artwork: José Smith Vargas

Entretanto já está disponível para escuta a mixtape “10 anos de ATR & dSCi (capítulo VI)” que a ATR e a stress.fm prepararam com temas de alguns dos projectos que já passaram ou que ainda vão passar por este terapêutico mês!
E também já está disponível “20min”, o primeiro disco de Kid, novo projecto de música electrónica do terapeuta do ruído (e membro dos infames dSCi) Boris Nunes, pela recém-criada editora Partícula!
Posted in Uncategorized

A hiperactiva Associação Terapêutica do Ruído (ATR) e os seus infames gémeos siameses dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCi) continuam a celebrar 10 anos de ruído terapêutico ao longo de todo este ano, mas depois de terem cumprido oficialmente o seu aniversário em Maio irão abrandar um pouco o seu imparável ritmo nos próximos meses!

Este sábado (17 de Junho) há a sexta sessão do Versus – Ciclo de Música Antagónica, ciclo mensal com curadoria da ATR e da Zaratan – Arte Contemporânea que nesta sessão terá como antagonistas Tiago Silva com as suas aventuras acústicas e Crónico com as suas desventuras cronológicas e como artista convidado o André Araújo! (+ info em baixo e aqui)

Na próxima semana (sexta-feira | 23 de Junho) haverá o sexto acto da Convenção Internacional do Ruído Terapêutico, residência mensal da ATR no Damas que desta feita incluirá uma prelecção sobre ruído delicado pelo duo italiano Comaneci (que regressa a Portugal depois de uma memorável passagem pelo nosso país em 2013 e das vindas a solo em 2014 e 2016 de Glauco Salvo aka Of Rivers and Trains), uma dissertação sobre ruído inefável pelo terapeuta do ruído (e membro dos infames dSCi) Desmarques e ainda uma palestra sobre ruído exótico pela doutora Candy Diaz! Para a ocasião será reeditado digitalmente através do bandcamp da ATR o álbum “Bear With Me” do terapeuta do ruído (e membro dos infames dSCi) Zé Trigueiros, juntamente com o seu novo single “Telhado”, dando continuação a uma série de reedições de discos que tiveram a colaboração da ATR! (+ info em breve e aqui)

Entretanto esta sexta-feira (16 de Junho) na Zaratan há o lançamento do disco de Kid, o novo projecto de música electrónica do terapeuta do ruído (e membro dos infames dSCi) Boris Nunes, pela editora Partícula..
(+ info aqui).

E já está disponível para venda o split-book “Corta-e-Cola: Discos e Histórias do Punk em Portugal (1978-1998) / Punk Comix: Banda Desenhada e Punk em Portugal” de Afonso Cortez e de Marcos Farrajota que foi editado no passado dia 10 de Junho na Feira do Livro pela Chili Com Carne e pela Thisco (com o apoio da Zerowork Records) e que inclui a compilação “Punk Comix” com faixas exclusivas de diversos projectos nacionais e internacionais como Presidente Drógado, The Dirty Coal Train, Putan Club, Melanie is Demented ou os infames dSCi (cujo tema “Caminhando” foi inspirado pelo livro “Caminhando com Samuel” de Tommi Musturi e conta com a participação especial de Vicente Nunes, autor de uma das capas deste duplo livro)!

Versus – Ciclo de Música Antagónica

17 de Junho | sábado | 19h
Tiago Silva (pt)
vs. Crónico (pt)
Versus VI
Zaratan
Rua de São Bento, 432 – Lisboa
entrada livre para sócios – quota anual sócio: 3 euros

A Associação Terapêutica do Ruído e a Zaratan – Arte Contemporânea apresentam Versus, um ciclo de concertos a acontecer mensalmente na Zaratan.
Seguindo um princípio ecléctico de programação, o pressuposto desta nova aventura musical é juntar projectos diferentes entre si, ou até mesmo opostos, numa mesma sessão. Neste aparente antagonismo procuramos pontos de contacto e/ou de divergência que ilustrem de algum modo a complexidade e diversidade das definições estilísticas da música contemporânea.
Em cada sessão haverá o lançamento de um cartaz em risografia realizado propositadamente para a ocasião. A convite da Zaratan, diferentes artistas recebem o desafio de criar uma imagem de alguma forma ligada ao tema do antagonismo, inspirada também nas sonoridades dos projectos convidados pela ATR a participar neste ciclo.

Tiago Silva
Guitarrista de Lisboa, já por diversas ocasiões tocou na Zaratan. A maior parte das vezes tocou a solo, mas também com o duo THE ORM (com Filipe Felizardo) e, no LEITMOTIV #5, com Luís Lopes. Em comum a todas as apresentações a guitarra eléctrica e algum volume. A propósito do Versus – Ciclo de Música Antagónica, Tiago Silva vai tocar guitarra acústica, antagonizando-se a si mesmo.

Crónico
Pedro Augusto desde pepino que orelhava na sala de sua avó
aquele relógio cordado, aparedado, avé mariando por partes de hora.
O clímax repicava às doze balambadas.
Odiava-lhe o desbaratamento, por isso lhe rotativava as corduras.
Morrida a avó, passados vários escombros,
na garage da filha de sua avó dá de reencontrão
com o maldito corujo.
Várias macrofonias irão capotar a intervenção
cirúrgenica de Augusto ao avé mariador,
ruivos roncarão de sua pança
e
seja o que os eus quiserem.

André Araújo
Nasceu no Porto em 1990 do signo Peixes, estudou Design na Universidade de Aveiro, actualmente reside e trabalha em Lisboa como designer gráfico. Adora redundâncias e objectivações, viaja frequentemente pelo seu próprio consciente sem um rumo definido apenas para se dar conta que raramente se encontra presente, assim que volta à realidade dedica-se à sua música e por consequência encontra a sua paz interior. Não se subjuga ao acordo ortográfico.

Posted in Uncategorized

A hiperactiva Associação Terapêutica do Ruído (ATR) e os seus infames gémeos siameses dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCi) estão a comemorar 10 anos de ruído terapêutico ao longo de todo este ano, mas é em Maio que cumprem oficialmente o seu aniversário!

Esta quinta-feira (25 de Maio) os infames dSCi regressam ao Jardim da Estrela para festejarem o 10º aniversário do seu primeiro concerto e com eles trazem o power-noise-duo francês Daikiri, que volta a Portugal depois das explosivas passagens em 2013 e em 2016 e o one-man-noise-band Tarabush, o misterioso projecto paralelo de Gipsy Rufina, cantautor italiano que tem vindo frequentemente ao nosso país nos últimos anos! (+ info em baixo e aqui)

E para terminar o mês (terça-feira | 30 de Maio) o nosso indomável Catapulta junta-se mais uma vez ao nosso inefável Desmarques (ambos terapeutas do ruído e membros dos infames dSCi) para participarem nas Terças de Poesia Clandestina, evento quinzenal que junta poesia, música, performance e debate e que acontece no Titanic Sur Mer! (+ info aqui)

Entretanto continua disponível para download gratuito através do bandcamp da ATR a reedição digital da discografia completa dos Lemur (que já tinha sido editada digitalmente em 2013 pela Enough Records e em formato físico em 2014 numa colaboração entre a banda, a ATR e a Miranada)!

E também continua disponível para escuta a mixtape “10 anos de ATR & dSCi (capítulo V)” que a ATR e a stress.fm prepararam com temas de alguns dos projectos que passaram por este terapêutico e ruidoso mês!

25 de Maio | quinta-feira | 18h30

dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (pt)
Daikiri (fr)
Tarabush (mud)

Jardim da Estrela
Praça da Estrela – Lisboa
entrada livre

No dia 25 de Maio de 2007 os infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (e a sua hiperactiva gémea siamesa Associação Terapêutica do Ruído) estreavam-se em nome próprio no entretanto extinto Espaço Centro de Desastres nos Anjos. Dez anos, trezentos e tal concertos e inúmeras aventuras e desventuras depois, voltam ao seu Jardim da Estrela, onde tiveram o prazer de tocar em 2010 e em 2011, para celebrar 10 anos de ruído terapêutico, muito bem acompanhados pelos seus amigos Daikiri e Tarabush e por toda a gente que se quiser juntar à festa.

Os Daikiri são um power-duo oriundo de Metz constituído por Thomas, um dos baixistas e volcalistas dos Le Singe Blanc e por Bastien, o baterista dos Myster Möbius, cujos temas curtos e incisivos nos prometem curar da surdez com a sua hábil fusão de géneros tão distintos como o hardcore, o noise, o metal, o math-rock e até o samba. Vêm pela terceira vez a Lisboa depois dos memoráveis concertos no Mini-Festival do Ruído na saudosa NAVE em 2013 e no Damas em 2016 e na bagagem trazem o seu terceiro álbum “Marcel Supra”, editado no final do ano passado numa parceria entre várias editoras europeias.

Alguns viajantes antigos dizem que o termo “Tarabush” se refere a um tipo de tabaco que pode ser encontrado em grandes quantidades nos mercados de rua albaneses. Além disso nunca ninguém ouviu falar deste termo até às aparições raras de um one-man-band terem sido relatadas na Europa central e meridional, apesar da ligação entre estas duas referências permanecer desconhecida. Testemunhas alegam que este Tarabush nunca mostra a sua cara e que veio da lama, mas pouco se sabe ao certo sem ser que toca uma espécie de “doom gothic blues” com instrumentos construídos por si próprio.

Posted in Uncategorized