março terapêutico I

ATR Sessões Carvoaria #3Este sábado (7 Mar.) continuam as Sessões na Carvoaria com concertos do guitarrista João Alegria e do duo Borealis, numa parceria entre a ATR, a Zaratan e a 1359!


Antes disso, na quinta-feira (6 Mar.), também na Zaratan, há o encerramento da exposição “Foda-se” do artista António Caramelo com uma performance sonora do seu projecto zaratan encerramento caramelo inauguração múltiplosmakearevolution! E simultaneamente haverá a inauguração de uma primeira exposição de múltiplos, que reúne obras dos artistas que integraram o ciclo inicial de 12 exposições individuais! (mais info aqui)


kaüzpellaplatz II capaEntretanto já está disponível a “Kaüzpellaplatz II”, o segundo volume da compilação de homenagem ao terapeuta do ruído João Capela, que junta diversos projectos internacionais e que mais uma vez conta com o artwork de José Smith Vargas, de quem haverá a inauguração de uma exposição de pranchas originais de banda desenhada na sexta-feira (6 Mar.) na Oficina Divagar em Almada! (mais info sobre a compilação em baixo e sobre a exposição aqui)


capa compilação bestaE também já está disponível a compilação “Uma colectânea d’A Besta” com temas ao vivo dos vários projectos que participaram no evento (+) Uma noite d’A Besta, incluindo dOISsEMIcIRCUITOSiNVERTIDOS, Catapulta e Raisa!


Mas isto é só o início do mês terapêutico! Para além de alguns eventos ainda por revelar, haverá o regresso do músico americano McCloud Zicmuse, que veio a Portugal no ano passado com o seu projecto Le Ton Mité e que desta vez volta em nome próprio para apresentar e mostrar como se constroem os Iaeniaens, uma família de instrumentos que criou a partir do lixo! E para terminar o mês (sáb. 28 Mar.) teremos como sempre a residência mensal da ATR no RDA69, que desta feita será em colaboração com o Um ao Molhe, um festival itinerante de one-man-bands que a ATR está a apoiar e que, para além do habitual e delicioso jantar, contará com actuações do cantautor finlandês Herra Mäkikuisma, que também esteve entre nós no ano passado e dos projectos portugueses de música electrónica LASERS e Blac Koyote! (mais info em breve)

Posted in Uncategorized

FEVEREIRO RUIDOSO (parte IV)

kaüzpellaplatz II capa

Esta sexta-feira (27 Fev.) a residência mensal da ATR no RDA69 será uma noite especial de homenagem ao terapeuta do ruído João Capela, falecido há um ano atrás, onde será feito o lançamento do segundo volume da compilação Kaüzpellaplatz e onde haverá intervenções sonoras dos dOISsEMIcIRCUITOSiNVERTIDOS, o projecto paralelo de improvisação electro-acústica dos infames dSCi; dos Da Monstra, que estão prestes a editar o primeiro álbum mas que aqui se apresentarão em versão light; dos misteriosos Irmãos Metralha e de muitos outros amigos! (mais info em baixo)

antónio caramelo zaratan

E no dia anterior (qui. 26 Fev.) a partir das 19h há a inauguração da exposição “Foda-se” do artista António Caramelo na galeria Zaratan! (mais info aqui)

Putan Club foto @ lounge (1)

Entretanto o duo franco-italiano de “electronic-industrial-avant-rock-techno-dubstep-sauvagerie” Putan Club continua o seu périplo por Portugal: segunda-feira (23 Fev.) no Projectil (Braga), terça-feira (24 Fev) no Cave 45 (Porto), quarta-feira (25 Fev.) no Mercado Negro (Aveiro) e quinta-feira (26Fev.) em local ainda por anunciar… (mais info em baixo)

capa compilação bestaE na quarta-feira (25 Fev.) será editada através do bandcamp d’A Besta uma colectânea com temas ao vivo dos vários projectos que participaram no evento (+) Uma noite d’A Besta, incluindo dOISsEMIcIRCUITOSiNVERTIDOS, Catapulta e Raisa!


ATR @ RDA XVI

Jantar-Concerto

sex. 27 Fev. a partir das 20h – dOISsEMIcIRCUITOSiNVERTIDOS (pt) + Da Monstra (pt) + Irmãos Metralha (pt) + amigos @ RDA69

(Regueirão dos Anjos, 69 – entrada livre! – jantar: 3 euros)

“Kaüzpellaplatz II” é o segundo volume de uma compilação que visa homenagear João Capela, músico, artista, escritor, activista, terapeuta do ruído e amigo que nos deixou em Fevereiro de 2014 e que tocou a alma e o coração de todos os que com ele conviveram (mesmo que apenas em fugazes encontros ocasionais), deixando um vácuo na comunidade musical, artística e activista nacional e internacional.

Depois de um primeiro volume com temas de bandas e músicos portugueses, este segundo volume junta diversos projectos internacionais que em colaboração com a Associação Terapêutica do Ruído (ATR), promotora musical portuguesa underground à qual João Capela também pertencia, se uniram para honrar a sua memória e angariar fundos de modo a garantir a edição de uma colecção de escritos da sua autoria.
A compilação, cujo artwork é mais uma vez da autoria do José Smith Vargas, será lançada no dia 27 de Fevereiro através do bandcamp da ATR, onde estará disponível para escuta livre e download pago, sendo que todos os fundos garantidos serão canalizados para a edição do livro com os seus textos.

dOISsEMIcIRCUITOSiNVERTIDOS

Formados em Dezembro de 2012 por ocasião da primeira edição do Familiar Fest Lisboa, um mini-festival de circuit bending e electrónica DIY organizado pela ATR e pelas entretanto extintas Flausina e Livraria Sá da Costa, os dOISsEMIcIRCUITOSiNVERTIDOS são constituídos por membros dos infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (dSCi), que assim se apresentam em formato electroacústico, totalmente improvisado e sem remorsos.

Em 2013 editaram o seu segundo concerto “Live @ Auditório Carlos Paredes” através da Enough Records, netlabel para a qual já tinham contribuído com um tema na compilação “100 Years of Noise” e desde aí têm actuado com diversas formações e convidados nos mais variados eventos como o Pequeño Festival de Fuego (Alicante), o Microvolumes da Sonoscopia (Porto), o Stressando da Stress.Fm (Caldas da Rainha), o Derrube I da Prisma (Coimbra), a segunda edição do Familiar Fest (Lisboa) ou mais recentemente o (+) Uma noite d’A Besta (São Domingos de Rana), do qual estará disponível a partir do dia 25 de Fevereiro uma colectânea com temas ao vivo dos vários projectos que participaram neste evento, através do bandcamp deste colectivo editorial.

www.youtube.com/watch?v=24Ybj8Jg98w

www.youtube.com/watch?v=1itHxh3_8vU

DA MONSTRA

“Aquele que faz de si um monstro livra-se da dor de ser um homem”

Da Monstra é um grupo de música experimental que se alicerça na exploração do ruído e da harmonia musical, simples quando assim o pede e ruidoso quando necessário, aliado à projecção de imagem e luzes para maximizar o ambiente que se pretende transmitir.

Como grupo, Da Monstra aglomera três multi-instrumentalistas que por entre feedbacks, volumes e melodias musicam os mais variados temas de forma a transmitir mensagens que nenhuma voz consegue.

Uma outra vertente da banda é a construção de instrumentos artesanais que são usados nas performances ao vivo.

www.youtube.com/watch?v=EI5sPhrwzbM

www.youtube.com/watch?v=AI4MBHNaKNQ

PUTAN CLUB (fr/it)

ElectronicIndustrialAvantRockTechnoDubstepSauvagerie

O Putan Club é uma célula de resistência artística, iconoclasta e violenta, groovy e evidentemente sexy, caracterizada por um modo de actuar selvagem: voz, guitarra, baixo, computador, avant-rock, industrial, techno/dubstep e muita electricidade e suor, como numa descarga de alta voltagem!

Actualmente constituída pelo músico francês François R. Cambuzat, mítico anti-herói do underground europeu (que para além deste projecto fundou grupos como os L’Enfance Rouge, os Kim Squad, os Gran Teatro Amaro ou os République du Sauvage) e pela jovem, mas experiente baixista italiana Gianna Greco (aos quais por vezes se junta a não menos mítica Lydia Lunch formando assim o Lydia Lunch’s Putan Club), esta célula de terrorismo sónico promete não deixar ninguém indiferente à sua passagem!

Após centenas de concertos em todo o mundo (só em 2014 foram 214!) e depois das inesquecíveis actuações no Amplifest, no Milhões de Festa, no Lounge e em tantos outros sítios, o Putan Club está mais uma vez de regresso a Portugal!

www.soundcloud.com/putanclub

www.youtube.com/watch?v=EaVXTffeqJc

www.youtube.com/watch?v=MuiRtBW5bZ0

www.youtube.com/watch?v=j7PZ26bulXI


seg. 23 Fev. 23h @
Projectil – BRAGA

(Travessa da Rua do Caires, 39 / entrada: contribuições livres / jantar vegetariano a partir das 20h)

ter. 24 Fev. 22h @ Cave 45 – PORTO (+ Tren Go! Sound System)

(Rua das Oliveiras, 45 / entrada: 6 euros)

qua. 25 Fev. 23h @ Mercado Negro – AVEIRO

(Rua João Mendonça, 17 / entrada: 1 euro)

qui. 26 Fev. @ TBA

Posted in Uncategorized

FEVEREIRO RUIDOSO (parte III)

Putan Club foto @ loungeNesta semana e na próxima o duo franco-italiano de “electronic-industrial-avant-rock-techno-dubstep-sauvagerie” Putan Club volta a Portugal para várias datas, incluindo uma no Lounge (Lisboa) na quinta-feira (19 Fev.), onde deram um concerto inesquecível em 2013! (mais info em baixo)

E no sábado (21 Fev.) continuam as Sessões na Carvoaria com actuações do guitarrista Siago Tilva e do projecto Full Dark, No Stars do músico experimental Rui Miguel, numa parceria entre a ATR, a Zaratan e a 1359, que para esta sessão contará com o artwork da ilustradora Aude Barrio! (mais info em baixo)

Full Dark, No Stars foto

Para terminar o mês haverá ainda a residência mensal da ATR no RDA69, que nesta ocasião será na última sexta-feira (27 Fev.) e que será uma noite especial de homenagem ao terapeuta do ruído João Capela, falecido há um ano atrás, onde será feito o lançamento do segundo volume da compilação Kaüzpellaplatz e onde haverá intervenções sonoras dos dOISsEMIcIRCUITOSiNVERTIDOS, o projecto paralelo de improvisação electro-acústica dos infames dSCi, dos Da Monstra, que estão prestes a editar o primeiro álbum mas que aqui se apresentarão em versão light, dos misteriosos Irmãos Metralha e de muitos outros amigos! (mais info em breve)

E entretanto continua disponível para escuta a mixtape que a ATR preparou com a stress.fm com temas de alguns dos artistas que passaram ou vão passar por este ruidoso Fevereiro!

putan club 19fev web finalPUTAN CLUB (fr/it)

ElectronicIndustrialAvantRockTechnoDubstepSauvagerie

O Putan Club é uma célula de resistência artística, iconoclasta e violenta, groovy e evidentemente sexy, caracterizada por um modo de actuar selvagem: voz, guitarra, baixo, computador, avant-rock, industrial, techno/dubstep e muita electricidade e suor, como numa descarga de alta voltagem!

Actualmente constituída pelo músico francês François R. Cambuzat, mítico anti-herói do underground europeu (que para além deste projecto fundou grupos como os L’Enfance Rouge, os Kim Squad, os Gran Teatro Amaro ou os République du Sauvage) e pela jovem, mas experiente baixista italiana Gianna Greco (aos quais por vezes se junta a não menos mítica Lydia Lunch formando assim o Lydia Lunch’s Putan Club), esta célula de terrorismo sónico promete não deixar ninguém indiferente à sua passagem!

Após centenas de concertos em todo o mundo (só em 2014 foram 214!) e depois das inesquecíveis actuações no Amplifest, no Milhões de Festa, no Lounge e em tantos outros sítios, o Putan Club está mais uma vez de regresso a Portugal!

www.soundcloud.com/putanclub

www.youtube.com/watch?v=EaVXTffeqJc

www.youtube.com/watch?v=MuiRtBW5bZ0

www.youtube.com/watch?v=j7PZ26bulXI

Posted in Uncategorized

FEVEREIRO RUIDOSO (parte II)

Esta semana o one-man-band francês Sheik Anorak estreia-se em Portugal com dois concertos: terça-feira (10 Fev.) no Canhoto (Porto) por ocasião do Um ao Molhe, um novo festival itinerante de one-man-bands que a ATR também está a apoiar e quarta-feira (11 Fev.) na Casa Senhora do Monte (Lisboa) juntamente com o nosso indomável Catapulta! (mais info em baixo)

E no fim de semana a dupla franco-canadiana de “pós-world music” Vialka regressa a Portugal para dois concertos: sábado (14 Fev.) na Festa dos Mascarados Enamorados do Bartô (Lisboa) com a primeira parte a cargo da dupla audiovisual concon e dj set (e não só) d’O Misterioso MC Lover (aka Tiago Gomes); e domingo (15 Fev.) na Sonoscopia (Porto)! (mais info em baixo)

Na próxima semana o duo franco-italiano de “electronic-industrial-avant-rock-techno-dubstep-sauvagerie” Putan Club, que já passou por festivais como o Milhões de Festa ou o Amplifest, volta a Portugal para várias datas, incluindo uma no Lounge (Lisboa) no dia 19 Fev., onde deram um concerto inesquecível em 2013! (mais info em breve)

E no dia 21 Fev. continuam as Sessões na Carvoaria com actuações do guitarrista Siago Tilva e do projecto Full Dark, No Stars do músico experimental Rui Miguel, numa parceria entre a ATR, a Zaratan e a 1359! (mais info em breve)

Para terminar o mês haverá ainda a residência mensal da ATR no RDA69, que nesta ocasião será na última sexta-feira (27 Fev.) e não no último sábado do mês! E que será uma noite especial de homenagem ao terapeuta do ruído João Capela, falecido há um ano atrás, onde haverá intervenções de diversos amigos e onde será feito o lançamento do segundo volume da compilação Kaüzpellaplatz! (mais info em breve)

E entretanto já está disponível para escuta a mixtape que a ATR preparou com a stress.fm com temas de alguns dos artistas que passaram ou vão passar por este ruidoso Fevereiro!

This slideshow requires JavaScript.

ter. 10 Fev. a partir das 18h – Sheik Anorak (fr) + Tren Go! Sound System (pt) + Ras (se) + Fusco (de/pt) + Antes Cowboy que Toureiro (dj set) @ Um ao MolheCanhoto – PORTO

(Travessa de Cedofeita, 60-62 / entrada: 2€ tarde + 2€ noite)

qua. 11 Fev. a partir das 19h – Sheik Anorak (fr) + Catapulta (pt) @ Casa Senhora do Monte – LISBOA

(Rua Senhora do Monte, 43 / entrada: contribuições livres)

Sheik Anorak

Sheik Anorak é o projecto a solo que o músico francês Frank Garcia tem desde há 8 anos e com o qual já fez mais de 400 concertos em toda a Europa. Isto sem contar com todas as outras bandas em que está envolvido (SoCRaTeS, Neige Morte, -1, LOUP, Kanine, Totale Eclipse, Grand Royale ou IMMORTEL) e com a sua editora independente Gaffer Records, que criou em 2004 .

Como Sheik Anorak, Frank tem vindo a incorporar todas as ideias que não consegue expressar nos seus outros projectos e se no início a sonoridade era baseada principalmente num noise feito de guitarras ásperas e baterias espancadas, ao longo dos anos foi acrescentando doses de no wave, free jazz e rock experimental, recorrendo a colaborações com músicos como o baterista nova-iorquino Weasel Walter ou o saxofonista berlinense Mario Rechtern.

Vem pela primeira vez a Portugal para apresentar o seu mais recente álbum “Keep your hands low”, editado no início do ano passado, onde para além de tocar guitarra, baixo e bateria, começou também a utilizar a voz, aproximando-se do indie rock e do formato canção, sem nunca perder o lado mais noise e experimental dos primeiros tempos.

sheikanorak.bandcamp.com

www.vimeo.com/38674063
www.youtube.com/watch?v=rqvBUheTUDM

Catapulta

Catapulta é construída num terreno baldio na Alemanha em 2012 e é um mecanismo de cerco que utiliza uma espécie de braço para lançar objectos a uma grande distância, evitando assim possíveis obstáculos como muralhas e fossos.

Pode haver concertos intimistas ou concertos de alguma dureza sonora, improvisados ou planeados… Músicas simples que primam pela repetição e pela camada sonora de vários pequenos instrumentos! Nestas viagens, Catapulta apresenta-se com alguns pedais de efeitos, um bouzouki e outros instrumentos não convencionais.
O nome Catapulta é derivado do grego καταπάλτης, composto de κατά “abaixo, contra” e πάλλω “vibrare”.


www.youtube.com/watch?v=Ls3ETUBhqh4
www.youtube.com/watch?v=f0rQdcZOiIY
www.youtube.com/watch?v=oIdkv9YQIM4

sáb. 14 Fev. 23h – Vialka (fr/ca) + concon (pt) + O Misterioso MC Lover (dj set) @ Festa dos Mascarados EnamoradosBartô – LISBOA

(Costa do Castelo, 7 / abertura de portas: 22h / entrada livre!)

dom. 15 Fev. 18h – Vialka (fr/ca) @ Sonoscopia – PORTO

(Rua da Prelada, 33 / entrada: 6 euros c/ jantar incluído)

Vialka

Os Vialka vêm das profundezas da França, através de todo o lado e de lado nenhum. São um duo nómada que se tem apresentado numa digressão permanente por todo o mundo desde a sua formação em 2002. Com influências que vão desde o tradicional ao moderno underground, Marylise Frencheville (voz e percussão) e Eric Boros (voz e guitarra barítono) criam uma música que trespassa todas as fronteiras. Recentemente colaboraram com o ícone folk Chinês Xiao He, formaram a KIV Orchestra com membros da banda avant-klezmer Kruzenshtern i Parohod, construíram um sistema de som alimentado a energia solar para concertos na India e embarcaram numa digressão acústica pensada para locais mais pequenos e intimos, continuando a quebrar todas as regras e a extender os limites onde quer que estejam presentes. O seu projecto mais recente é uma ópera experimental: “À l´Abri des Regards Indiscrets”.

www.freemusicarchive.org/music/Vialka

www.vimeo.com/57949027

concon – performance audiovisual (improviso) de projecção de imagem e som

concon é um projeto de fusão: a projecção serve de fonte para o improviso musical e, o som, torna-se visível na projecção, manipulando-a. Todo o processo é analógico (sem recurso a elementos digitais): a música é criada a partir de um sintetizador que recorre às sonoridades e frequências dos inícios da electrónica; a transdução do som na água recorre a tecnologia “lo-fi”; a projecção é feita a partir de um retroprojector, numa técnica similar à utilizada nos anos 60 em projetos musicais psicadélicos.

concon é o nome para peixe voador em São Tomé e Príncipe, onde o projeto começou a nascer, numa residência artística da Associação Cultural Pantalassa.

www.facebook.com/concon.isto

www.youtube.com/watch?v=7ysoie5MzJY

Posted in Uncategorized

FEVEREIRO RUIDOSO (parte I)

Este sábado (7 Fev.) começam as Sessões na Carvoaria, um novo ciclo de concertos que a ATR está a programar em parceria com a Zaratan e a 1359! Para esta primeira sessão haverá actuações do duo de contrabaixistas Barrio)Álvares e do trio de electrónica Veabis & Tubbhead, devidamente acompanhados pelo artwork da ilustradora Marta Sales! (mais info em baixo)

Antes disso, na quinta-feira (5 fev.) também na Zaratan, há a inauguração da exposição “Partida, largada, fugida” da artista Mariana Marques, que contará com intervenções sonoras dos S for Seward e Joana Guerra! (mais info aqui)

E na sexta-feira (6 Fev.) os recém-formados Juan Inferno tocam na festa de lançamento da NicotinaZine #07, que decorrerá na Sociedade de Instrução Guilherme Cossoul em Lisboa a partir das 21h30! (mais info aqui)

Na próxima semana haverá a estreia do one-man-band francês Sheik Anorak em Portugal, que tocará na terça-feira (10 Fev.) no Canhoto (Porto) por ocasião do Um ao Molhe, um novo festival itinerante de one-man-bands que a ATR também está a apoiar e na quarta-feira (11 Fev.) na Casa Senhora do Monte (Lisboa) juntamente com o nosso indomável Catapulta! (mais info em breve)

E no final dessa mesma semana a dupla franco-canadiana de “pós-world music” Vialka regressa a Portugal para dois concertos: dia 14 Fev. na festa de mascarados enamorados do Bartô (Lisboa) com a primeira parte a cargo da dupla audiovisual concon e dia 15 Fev. na Sonoscopia (Porto)! (mais info em breve)

Nas duas semanas seguintes o duo franco-italiano de “electronic-industrial-avant-rock-techno-dubstep-sauvagerie” Putan Club, que já passou por festivais como o Milhões de Festa ou o Amplifest, volta a Portugal para várias datas, incluindo uma no Lounge (Lisboa) no dia 19 Fev., onde deram um concerto inesquecível em 2013! (mais info em breve)

Entretanto no dia 21 Fev. as Sessões na Carvoaria continuarão na Zaratan com concertos do guitarrista Siago Tilva e do projecto Full Dark, No Stars do músico experimental Rui Miguel! (mais info em breve)

E para terminar o mês haverá ainda a residência mensal da ATR no RDA69, que nesta ocasião será na última sexta-feira (27 Fev.) e não no último sábado do mês e que será uma noite especial… (mais info em breve)

sáb. 7 Fev. 19h – Barrio)Álvares (ch/pt) + Veabis&Tubbhead (pt) @ Sessões na Carvoaria #01Zaratan – LISBOA

(Rua de São Bento, 432 / abertura de portas: 16h / entrada: 3 euros)

ZARΛTAN é um artist-run space, um lugar de encontro para o pensamento crítico e experimentação artística interdisciplinar. Embora a sua actividade se inscreva sobretudo na área das artes visuais, a ZARΛTAN desenvolve uma pesquisa mais ampla que se estende e entre-cruza em diferentes níveis do panorama da arte contemporânea.

Em colaboração com a Associação Terapêutica do Ruído, a Zaratan tem vindo a desenvolver uma programação musical regular de concertos experimentais, intervenções sonoras e outros ruídos. Movida pelo desejo de intensificar as relações entre a música e as artes visuais, esta programação tem sido também acompanhada por um projecto específico de edições gráficas em parceria com a 1359, que nesta sessão contará com o artwork da ilustradora Marta Sales.

Barrio)Álvares (Aude Barrio – contrabaixo eléctrico / Bernardo Álvares – contrabaixo)

«Podemos criar paralelismos entre os quatro elementos da natureza e os quatro elementos da música. Assim, o fogo estaria para a melodia, a terra para a tónica, a água para a harmonia e o ar para o ritmo. O magma, sendo uma concentração de todos estes elementos, surge como a melhor metáfora para o drone – fogo, terra, ar e água em movimento lento e devastador.

Barrio)Álvares é um constante exercício de mistura de frequências de contrabaixo e contrabaixo eléctrico num mesmo amplificador e construção de um drone fundido em dissonância. Projecto de futuras ilhas ou montanhas. Não se esperem explosões de detritos mas antes uma conspiração vagarosa debaixo de terra a altas temperaturas.»

Veabis & Tubbhead

«Veabis & Tubbhead são três gajos, seis mãos e um chão. Têm em comum o facto de serem filhos do aborrecimento e vítimas do excesso de ruído trazido pelo pós-milénio. É a ele que auscultam e perscrutam, em busca de fragmentos que são depois (des)ordenados numa maralha de som enevoada, mas aconchegante. Não há um ponto de partida e dificilmente haverá uma chegada, mas há a vontade de descobrir um caminho – mesmo que momentâneo – apenas pelo prazer de cumprir mais uma viagem.»

Posted in Uncategorized