Esta quinta-feira (8 de Dezembro) no Disgraça os infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS juntam-se mais uma vez aos Cardíaco, projecto de exploração sonora do colectivo/editora A Besta para apresentarem a “Chains Split Tape Vol. 2” em Lisboa! (+ info em baixo e aqui)

E o Outono terapêutico-ruidoso termina em grande na próxima semana com concertos do músico catalão Ubaldo e do novíssimo duo lisboeta Sabotage no dia 15 de Dezembro na Zaratan e com o encontro do indomável Catapulta com o inefável Desmarques no dia 17 de Dezembro por ocasião do 1º aniversário da Combustão Lenta, residência mensal da editora/colectivo ZigurArtists no Desterro que para esta edição especial contará também com o encontro dos veabis&tubbhead com Jari e dj set do colectivo R U S T! Antes disso o terapeuta Desmarques estará a fazer ruído para o filme “Ménilmontant” de Dimitri Kirsanoff no Bar Irreal no dia 13 de Dezembro num novo ciclo com curadoria de Bruno Humberto! (+ info em breve)

Entretanto continua disponível para escuta a mixtape “um outono terapêutico-ruidoso” que a ATR e a stress.fm prepararam com temas de alguns dos projectos que passaram ou ainda vão passar por esta estação do ano!

8 de Dezembro | quinta-feira | a partir das 19h30

dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (pt)
Cardíaco (pt)

Disgraça
Rua da Penha de França, 217 – Lisboa
entrada: contribuições livres – mínimo 3 DIYs

Chains Split Tape – Volume 2

Das ligações que se estabelecem com o advir esquizofrénico de nomes, projectos e ideias no seio do colectivo A Besta, nascem as “Chains”. Editadas em k7, são splits de 90 minutos, 45 para cada artista/banda/projecto. Acorrentados a uma mesma fita, cada lado representa um álbum independente, mas pressupõe também a ligação futura desses projectos, em concertos e novas criações. Desta cascata férrea e barulhenta, brotarão novos projectos para se encaixarem em novos volumes.
Após o lançamento do primeiro volume, comportando os trabalhos “Linhas” de Verme e “Exobase” de Subasement, surge a perigosa aglomeração de dois distintos sintomas de uma condição idêntica. Um primeiro lado enfermo, “Bursite”, traz às redes d’A Besta os infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS. Um segundo lado, onde nada melhor se espera, traz um “Ataque” do improvisado e inconstante grupo dentro do grupo, Cardíaco.

«É dificíl perceber como é que um grupo que surgiu de maneira acidental e improvisada, baptizado primeiro com um símbolo e depois com um nome impronunciável e cuja a sonoridade continua a ser tão bizarra, tenha sobrevivido até aqui. Após 9 anos de actividade intensa e frenética os infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS prosseguem o seu percurso ímpar nas (e para além das) margens do panorama musical português.»

«Parte integrante das bolsas de resistência d’A Besta, Cardíaco leva-nos a uma viagem fisioterapêutica. 2 pesos em cada perna, ventoinhas a esvoaçar o cabelo, pêlos a eriçarem-se e ao mesmo tempo um sentir de pertença pleno. A viagem é individual, o espírito é de comunhão, até logo!»

Posted in Uncategorized

O Outono terapêutico-ruidoso continua esta sexta-feira (2 de Dezembro) na Zaratan com a sexta sessão do “S.O.M.A. – Sound Over Multimedia Art”, ciclo dedicado à experimentação audiovisual organizado pela ATR e pela Zaratan que desta feita incluirá actuações do projecto sérvio Lenhart Tapes e do projecto português CACO! (+ info em baixo e aqui)

E no dia anterior (quinta-feira | 1 de Dezembro) o indomável Catapulta estará na Estrela Decadente XLI, residência mensal do Estrela que nesta edição contará também com a apresentação/lançamento do Violência Electro-Doméstica #5 de Xavier Almeida e Pato, dj set de DJ maior e como sempre jantar vegan! (+ info aqui)

Entretanto já está disponível para escuta a mixtape “um outono terapêutico-ruidoso” que a ATR e a stress.fm prepararam com temas de alguns dos projectos que passaram ou ainda vão passar por esta estação do ano!

2 de Dezembro | sexta-feira | 19h

Lenhart Tapes (rs)
CACO (pt) @

SOMA Nº6
Zaratan
Rua de São Bento, 432 – Lisboa
entrada livre para sócios – quota anual sócio: 3 euros

A Associação Terapêutica do Ruído e a Zaratan apresentam “S.O.M.A. – Sound Over Multimedia Art”, um ciclo musical a acontecer mensalmente na Zaratan que celebra a experimentação audiovisual, abraçando uma série de projectos musicais que integram uma componente visual essencial na sua actuação ao vivo, pesquisando assim as sobreposições e as somas entre as frequências das ondas sonoras e os comprimentos das ondas de luz, numa tentativa de tornar audível o visível e/ou visível o audível.

Lenhart Tapes é o projecto musical do artista sérvio Vladimir Lenhart, actualmente radicado em Belgrado. Em 2010 começou a apresentar-se a solo centrando-se na manipulação sonora de fitas magnéticas de cassetes. Inspirado pelos princípios ready-made, junta diverso material pré-gravado que mistura ao vivo por cima de loops rítmicos originais, usando para isso quatro walkmans como instrumentos. Coleccionador apaixonado de cassetes, Lenhart foi recolhendo gravações de campo, conteúdos etno-musicológicos, spoken word, propaganda sonora, postais áudio e muitas outras formas de arte magnética que transforma nas suas próprias colagens sonoras. Para além de inúmeras colaborações com outros músicos, criou também em 2013 a Lenhart Tapes Orchestra, um quinteto etno-noise que recria a música que produz com cassetes com instrumentos reais. Vem pela primeira vez a Portugal e na Zaratan será acompanhado por um vídeo que encontrou numa feira da ladra.

CACO, “a tradição ao improviso” é um projecto de videoarte e música experimental, visual, electroacústica, abstracta, poética, serrana e mutante que usa as imagens em movimento como mais um instrumento musical. Com uma sonoridade que flutua entre os territórios das músicas orais e do mundo e o mundo moderno das novas tecnologias musicais. Um lugar onde a tradição ganha novos contornos sonoros e rasga com a ideia de imutabilidade, evoluindo na direcção de uma musicalidade própria de autor, que se funda na globalidade do património imaterial da Humanidade. Um lugar onde a imagem produz o som que se ouve em sinergia com a musicalidade criada em tempo real pelo músico e realizador português Luis Fernandes.

Posted in Uncategorized

70b79d32-4327-490c-a379-05cf9646242e.gif

 

O Outono terapêutico-ruidoso prossegue esta sexta-feira (25 de Novembro) na Zaratan com concerto do noisemaker de Hong Kong/Bruxelas Exoterrism, seguido de mais uma sessão do ciclo Ñ-Dj com ñ-dj sets a cargo de Nuno Martins e Filipe Adão! (+ info em baixo e aqui)

E no sábado (26 de Novembro), também na Zaratan, há o 17º episódio do Leitmotiv, ciclo de música escriturada com curadoria de Bernardo Álvares que conta com o apoio da ATR e das Edições Senhora do Monte e que neste episódio terá as participações de Cátia Sá (texto), David Gonçalves (imagem) e Aires (som)! E depois haverá mais outra sessão do ciclo Ñ-Dj com ñ-dj set de LevantaPoeira! (+ info aqui)

Entretanto a ATR estará presente com a sua distro e com a sua companheira do Espaço Múltiplo (a Zaratan) e também com o seu indomável Catapulta na 11ª edição da Feira Morta, evento que junta edições independentes, concertos, exposições, projecções, conversas e tudo o mais e que desta feita decorrerá no sábado e no domingo (26 e 27 de Novembro) das 14h às 19h no Banco, um novo espaço cultural em Lisboa! (+ info aqui)

E já está disponível para escuta a mixtape “um outono terapêutico-ruidoso” que a ATR e a stress.fm prepararam com temas de alguns dos projectos que passaram ou ainda vão passar por esta estação do ano!

25 de Novembro | sexta-feira | 19h

Exoterrism (hk/be)

Zaratan
Rua de São Bento, 432 – Lisboa
entrada livre para sócios – quota anual sócio: 3 euros

Exoterrism é um fugitivo chinês, ex-shaolin da tríade WanChai de Hong Kong que através da manipulação de Feng Shui, QiGong, funções caóticas e algorritmos produz fenómenos instáveis entre dimensões. As suas principais influências são frequências radioactivas, percepções extra-sensoriais, sinestesias, caos pós-apocalíptico, o mercado NASDAQ e a selva. Activo desde 2008, fez parte de diversos projectos como Rumble Crumble ou Y/I+c=Uella e colaborou com inúmeros outros noisemakers incluindo DJ Balli, Tzii e C-C.

Posted in Uncategorized

unnamed.gif

O Outono terapêutico-ruidoso continua esta quinta-feira (17 de Novembro) na Zaratan com o noisemaker francês Yvan Volochine, que está de volta a Portugal após a passagem pelos saudosos Bartô (Lisboa) e Dona Lourdes (Montijo) em 2014 com o seu camarada do ruído krodelabestiole! E depois do concerto haverá mais uma sessão do ciclo Ñ-Dj com um ñ-dj set a cargo de ArregaçaMangas! (+ info em baixo e aqui)

Na sexta-feira (18 de Novembro) os infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS regressam à Stronghold nas Caldas da Rainha com os Cardíaco, projecto de exploração sonora do colectivo/editora A Besta para juntos apresentarem a “Chains Split Tape Vol. 2”! O concerto, que incluirá a participação espacial de Lucas Almeida nos visuais e que conta com o precioso apoio do Grémio Caldense, fará parte da sétima edição da Maga – Mostra de Artes Visuais, evento multidisciplinar que irá decorrer entre os dias 17 e 27 Novembro e será seguido de uma festa de abertura com dj sets de Manhosos e Dupla! (+ info em baixo e aqui)

E no dia seguinte (sábado | 19 de Novembro) as duas bandas (acompanhadas pelo colectivo de djs Manhosos) estarão também em Tomar para um concerto secreto! (+ info em baixo e aqui)

unnamed

17 de Novembro | quinta-feira | 19h

Yvan Volochine (fr)

Zaratan
Rua de São Bento, 432 – Lisboa
entrada livre para sócios – quota anual sócio: 3 euros

Yvan Volochine é um músico, produtor e programador francês. Dirige também a editora Hijos de Puta com a qual compôs e produziu diversos discos de música obscura e violenta desde 2001. Como multi-instrumentista e performertem estado envolvido em projectos como Ultraspießer, Septentrion, Helaas, El Gusano Rojo, Makna Samaouia, Dj Dolor, entre muitos outros. Em nome próprio é conhecido pela sua mestria em programação de algoritmos sonoros e pelos fluxos sintéticos precisos, explosivos e chocantes que cria, tanto a solo como no contexto da música improvisada. Regressa agora a Lisboa para nos presentear com as suas mais recentes experiências auditivas, onde explora as potencialidades ruidosas da sua própria voz processada.

18 de Novembro | sexta-feira | 22h

dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (pt)
Cardíaco (pt)
Manhosos & Dupla (dj set)

Maga – Mostra de Artes Visuais VII
Stronghold
Antiga Moagem Ceres
Caldas da Rainha | entrada: 2 euros

Das ligações que se estabelecem com o advir esquizofrénico de nomes, projectos e ideias no seio do colectivo A Besta, nascem as “Chains”. Editadas em k7, são splits de 90 minutos, 45 para cada artista/banda/projecto. Acorrentados a uma mesma fita, cada lado representa um álbum independente, mas pressupõe também a ligação futura desses projectos, em concertos e novas criações. Desta cascata férrea e barulhenta, brotarão novos projectos para se encaixarem em novos volumes.
Após o lançamento do primeiro volume, comportando os trabalhos “Linhas” de Verme e “Exobase” de Subasement, surge a perigosa aglomeração de dois distintos sintomas de uma condição idêntica. Um primeiro lado enfermo, “Bursite”, traz às redes d’A Besta os infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS. Um segundo lado, onde nada melhor se espera, traz um “Ataque” do improvisado e inconstante grupo dentro do grupo, Cardíaco.
19 de Novembro | sábado | 21h30

dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDAS (pt)
Cardíaco (pt)
Manhosos (dj set)

Concerto Secreto
Tomar

entrada: contribuições livres
info: terapiadoruido@gmail.com

«Parte integrante das bolsas de resistência d’A Besta, Cardíaco leva-nos a uma viagem fisioterapêutica. 2 pesos em cada perna, ventoinhas a esvoaçar o cabelo, pêlos a eriçarem-se e ao mesmo tempo um sentir de pertença pleno. A viagem é individual, o espírito é de comunhão, até logo!»

«É dificíl perceber como é que um grupo que surgiu de maneira acidental e improvisada, baptizado primeiro com um símbolo e depois com um nome impronunciável e cuja a sonoridade continua a ser tão bizarra, tenha sobrevivido até aqui. Ao longo de 9 anos de actividade intensa e frenética os infames dSCi continuam a delinear um percurso ímpar nas (e para além das) margens do panorama musical português.»

Posted in Uncategorized

O Outono terapêutico-ruidoso começa esta sexta-feira (4 de Novembro) no Lounge com concerto da dupla norte-americana John & Dan, o baterista e o guitarrista dos Barbez, seguido de dj set de Mário Valente & Novo Major! (+ info em baixo e aqui)

E prossegue na próxima sexta-feira (11 de Novembro) na Zaratan com a quinta sessão do “S.O.M.A. – Sound Over Multimedia Art”, ciclo dedicado à experimentação audiovisual organizado pela ATR e pela Zaratan que desta feita incluirá actuações do artista e performer lituano Arma Agharta a solo e do noismeaker inglês Panelak com o Vj Pietrushka (alter-ego do videasta polaco Maciej Piątek)! (+ info em breve)

Entretanto continua disponível para venda através d’A Besta a “Chains Split Tape Vol. 2”, cassete que junta os infames dUASsEMIcOLCHEIASiNVERTIDASaos Cardíaco, projecto de exploração sonora deste colectivo/editora bestial! Depois do concerto de lançamento na SMUP, as duas bandas preparam-se para fazer mais algumas datas em conjunto! (+ info em breve)

4 de Novembro | sexta-feira | 22h30

John & Dan (us)
Mário Valente & Novo Major (dj set)

Lounge
Rua da Moeda, 1 – Lisboa
entrada livre

“A perfeição é atingida, não quando não há mais nada a acrescentar, mas quando não há mais nada a retirar” escreveu Antoine de Saint-Exupéry. Essa busca pelo essencial deu origem a John & Dan, um novo duo saído dos Barbez formado por John Bollinger no vibrafone, baixo e bateria e por Dan Kaufman, guitarrista e fundador deste grupo nova-iorquino editado pela Tzadik de John Zorn, que está de regresso ao Lounge depois de um inesquecível concerto com o seu projecto Shibboleth em 2010.
Actualmente a gravar o seu álbum de estreia no lendário BC Studio de Martin Bisi, mítico produtor que esteve no Lounge em Abril deste ano, a dupla explora um vasto e denso território sonoro onde a subtileza e a ferocidade se enredam de uma maneira única.

Posted in Uncategorized